Início » Homem está há 17 dias à espera de vaga em CTI em Divinópolis

Homem está há 17 dias à espera de vaga em CTI em Divinópolis

by Portalagora

 Gisele Souto   

Um idoso de 72 anos e uma idosa de 66. Entre eles a idade não é a única semelhança. O homem é o pai e a mulher a mãe de um paciente de 43 anos internado na Unidade de Pronto Atendimento (UPA), em estado grave. O sofrimento, a angústia, o pedido de socorro e as constantes idas à unidade de saúde, mesmo com os limites que as idades impõem, também são muito parecidos ou iguais na vida deles nos últimos quatro meses.  

Tudo começou em novembro do ano passado, quando Geraldo Rogério Caetano, o filho, se envolveu em uma briga na rua. A ocorrência foi registrada na avenida 1º de Junho com rua Itapecerica, no Centro, quando ele discutiu com moradores de rua no dia 26 e foi atingido por trás – não se sabe se foi com uma faca ou com um pedaço de garrafa. A agressão lhe feriu a costela do lado esquerdo, perto do pulmão.  

Ele foi levado pelo Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) ao Hospital São João de Deus (HSJD), onde ficou internado por oito dias, quando recebeu alta e foi para casa. Porém, ficou agendado um retorno para o dia 12 de dezembro, quando seria submetido a um exame de raios-x.  

 Gravidade   

O resultado do exame apontou que ele estava com uma grave infecção pulmonar. Foi, então, submetido a uma cirurgia no dia 14, já no Centro de Terapia Intensiva (CTI).  

Lá sofreu uma parada cardíaca. Houve uma tentativa de ressuscitação, que durou 17 minutos, quando os profissionais conseguiram reanimá-lo.  

Mas, o pior estava por vir. Faltou oxigênio cérebro, causando grandes sequelas, inclusive a perda da fala.  

Ficou 30 dias ainda na UTI e no dia 19 do mês passado foi para o quarto, já que apresentava leve melhora. De lá foi para casa novamente. 

Porém, 48 horas depois, dia 21, teve um sério agravamento na saúde em casa e o Samu o levou de volta ao HSJD. 

O pior  

Ao chegar ao hospital, Jésus Caetano, o pai, foi informado de que não havia vaga. Sem opção, pois depende do Sistema Único de Saúde (SUS), aceitou levar o filho à UPA, onde permanece em estado grave.  

Entubado e tomando apenas soro e antibióticos, aguarda uma vaga no CTI. O problema é que não tem.  

Morador do bairro Esplanada, Jésus vai à unidade todos os dias e escuta a mesma coisa dos médicos: que o filho precisa de uma vaga urgente no CTI. Cansado de esperar sair um lugar na Central de Regulação, foi orientado a recorrer à Justiça. 

Um dos médicos que conhecem a necessidade do paciente emitiu um laudo e entrou com o pedido. O juiz concedeu liminar na segunda-feira, 3, obrigando o Município ou o Estado a encontrar uma vaga para Geraldo. 

A determinação deveria ser cumprida em 48 horas. Porém, até ontem Jésus vivia a mesma agonia.  

A ordem não foi cumprida e seu filho continua na UPA, correndo risco de morrer. Sem mais forças para lutar, espera contar com ajuda de outras pessoas para que Geraldo seja assistido com a urgência em que o caso requer.   

O hospital   

Procurado, o São João de Deus informou se tratar de um caso complexo e que demanda prazo maior para levantar todas as informações. Disse ainda que retornará ao Agora tão logo tenha os dados.  

Já a Prefeitura de Divinópolis confirmou a existência da liminar e disse que a responsabilidade de encontrar a vaga é do Estado.  

 

 

você pode gostar

DEIXE UM COMENTÁRIO

O Portal de Notícias Jornal Agora é a fonte de informações mais confiável e abrangente para a nossa comunidade. Com foco exclusivo em acontecimentos que afetam diretamente nossa região, oferecemos uma visão única e aprofundada dos eventos locais, mantendo os residentes informados e engajados.

Notícias Recentes

Veja Também

@2024 – Todos os direitos reservados. Projetado e desenvolvido por @lethiciamauridg

-
00:00
00:00
Update Required Flash plugin
-
00:00
00:00