Início » Mais de 1,2 mil estudantes tem Enem adiado em Divinópolis

Mais de 1,2 mil estudantes tem Enem adiado em Divinópolis

by Portalagora

Rafael Camargos

Estudantes de todo o Brasil realizam neste fim de semana, o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem). As provas serão realizadas hoje, 5, e amanhã, 6, com portões abertos às 13h, horário de Brasília. Em Divinópolis, cerca de 624 alunos que iriam fazer a prova na Universidade Federal de São João Del Rey (USFJ), campus Dona Lindu, não passarão pelo exame por conta das ocupações em um dos prédios da instituição. Outros 680 estudantes tiveram o exame adiado por conta das ocupações na Escola Estadual Manoel Correa Filho, além da Martin Cyprien. Os ocupantes são contra a Proposta de Emenda a Constituição (PEC) 241/2016, que prevê cortes na saúde e educação para os próximos 20 anos.

As provas foram adiadas para os dias 5 e 6 de dezembro. — As três instituições que estão ocupadas teriam aplicação do Enem neste final de semana — disse o presidente da União Estudantil Divinopolitana (UED), André Luís.

De acordo com o estudante, João Lúcio, há sete dias, os estudantes ocupam a Escola Estadual Manoel Corrêa Filho e fizeram um acordo com diversas autoridades para que as ocupações não prejudicassem os alunos. — Fizemos um acordo com diversas autoridades de Minas Gerais e mandamos para o MEC, que recusou. Agora, estamos pensando em uma logística para atender os estudantes que querem a ocupação da escola e os que querem que tenha aula — relatou o aluno. 

A reportagem entrou em contato com a Superintendência Regional de Ensino (SRE) em Divinópolis, porém não havia nenhum responsável no momento para esclarecer sobre o assunto.

Mais ocupações
Em Divinópolis, estão sendo realizadas assembleias em diversas instituições para definir se mais escolas estaduais serão ocupadas. Estudantes do Centro Federal de Educação Tecnológica de Minas Gerais (Cefet-MG), participaram de uma reunião com professores e representantes da União Estudantil Divinopolitana (UED) na tarde desta nessa quinta-feira, 3, para definir se a escola será ocupada ou não. A escola Pedro Magalhães, no bairro Esplanada também aguarda uma definição sobre as ocupações; uma reunião será realizada na próxima segunda-feira, 6.

Enem
O Ministério da Educação (MEC) informou que caso as provas precisem ser reaplicadas, os custos, que são de cerca de R$ 90, serão cobrados judicialmente de alunos e entidades que sejam identificados como responsáveis pelas ocupações. Considerando o único balanço divulgado, o custo para aplicar a prova em uma nova data para os afeitados pelas ocupações deve chegar a cerca de 8 milhões, segundo o MEC

Ainda de acordo com o MEC, cerca de oito milhões de estudantes confirmaram a inscrição e estão aptos a fazer as avaliações.

Pais protestam
A iniciativa dos alunos tem preocupado diversos pais que protestaram pedindo a desocupação das escolas. Muitos pais relataram a preocupação com o calendário escolar e a proximidade do Enem. Os protestantes ainda disseram que tem recolhido assinaturas que serão entregues ao Ministério Publico (MP).

O grupo informou que tem recolhido assinaturas que serão entregues a um representante do Ministério Público (MP).  

 

 

 

você pode gostar

DEIXE UM COMENTÁRIO

O Portal de Notícias Jornal Agora é a fonte de informações mais confiável e abrangente para a nossa comunidade. Com foco exclusivo em acontecimentos que afetam diretamente nossa região, oferecemos uma visão única e aprofundada dos eventos locais, mantendo os residentes informados e engajados.

Notícias Recentes

Veja Também

@2024 – Todos os direitos reservados. Projetado e desenvolvido por @lethiciamauridg

-
00:00
00:00
Update Required Flash plugin
-
00:00
00:00