Início » Estudantes protestam contra representantes de Divinópolis

Estudantes protestam contra representantes de Divinópolis

by Portalagora

Rafael Camargos

Os alunos do Centro Federal de Educação Tecnológica de Minas Gerais (Cefet/MG) com o apoio dos professores realizaram na manhã desta sexta-feira, 11, uma paralisação contra a Proposta de Emenda a Constituição (PEC) 55, na praça do Santuário em Divinópolis. À tarde, eles voltaram a protestar no quarteirão fechado da rua São Paulo com o apoio do Sindicato dos Trabalhadores da Educação Municipal do Município de Divinópolis (Sintemmd) e outros movimentos. Ações ocorreram em todo Estado em protesto ao governo federal.

As queixas começaram no último dia 24, antes da aprovação da lei do teto de gastos na Câmara dos Deputados em Brasília. Desde então, a classe se mostra insatisfeita com o governo atual e clama por mudanças. O projeto segue no Senado e a votação está prevista para o próximo dia 25.

De acordo com o líder do movimento estudantil no Cefet, Anthony Alves Rabelo, o objetivo do movimento foi chamar a atenção dos deputados Domingos Sávio (PSDB) e Jaiminho Martins (PSD), os dois representam os interesses da cidade na Câmara e votaram a favor da PEC. Segundo ele, como representantes do povo, os dois não poderiam ter votado a favor da lei.

Ao Jornal Agora, Anthony disse que desde a ditadura militar, os jovens não tiveram tanta voz como tem hoje.

— Esta é uma das primeiras vezes que a sociedade está indo as ruas lutar desde a ditadura militar. Apesar de este movimento ser bem criticado pela sociedade, ser difamado, as pessoas não conhecem a realidade. Somos cidadãos politizados e percebemos que corremos riscos com essa PEC 55. Então é importante a gente ir para rua, nos estamos cientes dos riscos que o Brasil esta correndo com esta PEC. O movimento dos estudantes é mais que legitimo, é um movimento cidadão, popular, e em defesa de todos; e não em defesa de uma pequena elite — concluiu.

Força
Ontem, cerca de 50 alunos e servidores saíram às ruas. O evento contou com o apoio da Polícia Militar (PM) e ocorreu de forma pacífica.

Para a diretora do Sindicato dos Trabalhadores da Educação Municipal do Município de Divinópolis (Sintemmd), Aparecida Oliveira, o movimento está ganhando força e isso prova que a população não está calada diante das mudanças propostas pelo governo.

— Nós que estamos aqui em defesa dos direitos e serviços públicos, percebemos que a juventude de Divinópolis não se isolou diante dos ataques do governo, criminalizando quem estava defendendo as escolas públicas, como ocorreu na semana do Enem. Neste sentido, o nosso movimento a cada momento ganha força, a cada momento temos caras novas e hoje, aqui na praça estamos com o Cefet, com o Sindicato dos Rodoviários, população, união dos estudantes do Brasil, judiciário e os servidores públicos, que, estão todos ocupando praças, contra o desmonte no serviço público imposto pelo governo Temer, pelo Congresso Nacional e pelo Senado. Este movimento no dia 25 de próximo é ocupar as cidades do país. Esse é o tom que estamos dando a Divinópolis também. Aquela juventude que esta dentro das escolas hoje, estará com a gente no próximo dia 25 que é o nosso próximo dia de lutas — ressalta.

No Estado
Diversos outros movimentos ocorreram no Brasil. Em Belo Horizonte, nesta sexta, o Sindicato Único dos Trabalhadores em Educação de Minas Gerais (SindUte), convocou uma greve geral e também se mostrou contra a proposta do governo federal. Estudantes e servidores de Divinópolis marcaram presença.

 

você pode gostar

DEIXE UM COMENTÁRIO

O Portal de Notícias Jornal Agora é a fonte de informações mais confiável e abrangente para a nossa comunidade. Com foco exclusivo em acontecimentos que afetam diretamente nossa região, oferecemos uma visão única e aprofundada dos eventos locais, mantendo os residentes informados e engajados.

Notícias Recentes

Veja Também

@2024 – Todos os direitos reservados. Projetado e desenvolvido por @lethiciamauridg

-
00:00
00:00
Update Required Flash plugin
-
00:00
00:00