Início » Diabetes mata cerca de 72 mil pessoas por ano no país

Diabetes mata cerca de 72 mil pessoas por ano no país

by Portalagora

Juliana Lelis

Uma doença silenciosa que vem aumentando sua incidência em todo o mundo. Segundo a Federação Internacional do Diabetes, um em cada dois adultos com a doença, não está diagnosticado, e por isso, não toma os devidos cuidados. Em Divinópolis estima-se cerca de 20 mil diabéticos, e no Brasil, de acordo com a Organização Mundial de Saúde (OMS) mais de 16 milhões de adultos tem diabetes e cerca de 72 mil pessoas morrem com a doença por ano.  

Ontem, 14, foi celebrado o Dia Mundial do Diabetes, e este ano, o tema da campanha é “De olho no Diabetes”, e tem como foco destacar a importância do diagnóstico precoce, tratamento e a redução do risco de complicações. Ainda segundo dados da OMS, os casos vêm crescendo em todo mundo, estima-se que ao todo, 415 milhões de adultos viviam com diabetes em 2015. As previsões mostram, que caso o crescimento da doença continue nas proporções atuais, em 2040, mais de 642 milhões de adultos viveram com a doença.

No município, os números também são expressivos, sendo que cerca de 20 mil pessoas convivem com a doença. Os dados foram relatados recentemente à reportagem por meio da Secretaria Municipal de Saúde (Semusa).

Fatores de risco
O levantamento da organização mostra ainda que a doença no Brasil é predominante nas mulheres, estando presente em 8,8% delas e 7,4% dos homens. Entre os principais fatores de risco apontados, o excesso de peso, obesidade e inatividade física.

A maior preocupação é para o diagnóstico tardio, especialmente na diabetes tipo 2, pois as complicações provocadas pela doença já podem estar presentes. Entretanto, apesar das estimativas negativas, cerca de 70% dos casos de diabetes tipo dois, podem ser prevenidos por meio de hábitos mais saudáveis.

Ainda de acordo com a organização, o diabetes atualmente, mata mais pessoas que o câncer e a Aids juntos, no mundo todo.

Casos
Todos os dias, há seis anos, Cristina Andrade, 49 anos, chega do trabalho e já se prepara para aplicar sua injeção de insulina. Para ela que antes vivia um pânico de agulhas e fugia de exames, hoje o ritual virou rotina. Diagnosticada cedo, Cristina conta que não se espantou ao se descobrir diabética, devido a seu estilo de vida e genética familiar, mas receber a notícia não foi fácil.

— Em minha família, casos de diabetes são comuns, mas mesmo assim eu sempre tive uma alimentação maluca, com muitas gorduras, frituras e doces. Nunca fui adapta a atividades físicas e bebia muito, mas mesmo com todos os fatores apontando para o óbvio, nós nunca imaginamos que pode acontecer conosco— conta a costureira.

Cristina lembra ainda, que ao descobrir a doença, não estava disposta a mudar seu estilo de vida.

— Quando o médico me deu o diagnóstico eu saí da sala dizendo para minha irmã que não viveria refém da doença, não mudei meus hábitos alimentantes e continue bebendo, inclusive teve dias em que cheguei de reuniões com amigos depois de tomar algumas cervejas e apliquei minha insulina, até que os sinais começaram a se apresentar de forma mais agressiva e eu percebi que se não cuidasse, iria acabar morrendo — disse.

Depois de alguns sustos, Cristina hoje tem um estilo de vida exemplar, todo o dia sai às 6 da manhã para caminhar com suas amigas, sua alimentação é regrada e cortou todos os tipos de gordura de sua casa.

—Refrigerante, frituras e gorduras que antes eram presença constante aqui em casa, hoje não entram mais e o lado positivo é que minha filha está pegando o gosto por estes  cuidados também, e está se cuidado antes, para não chegar onde cheguei — concluiu.

Cuidados
Não existe uma prevenção exata para o diabetes, até porque, a doença pode ser causada por fatores genéticos, entretanto, algumas atitudes podem ajudar a prevenir ou controlar a doença.

Manter um estilo de vida saudável é o principal aliado no combate.. Praticar atividades físicas regularmente, manter uma alimentação equilibrada e visitar o médico frequentemente para realizar o controle e evitar um diagnóstico tardio, são atitudes essenciais para ajudar na prevenção e controle da doença, segundo especialistas.

você pode gostar

DEIXE UM COMENTÁRIO

O Portal de Notícias Jornal Agora é a fonte de informações mais confiável e abrangente para a nossa comunidade. Com foco exclusivo em acontecimentos que afetam diretamente nossa região, oferecemos uma visão única e aprofundada dos eventos locais, mantendo os residentes informados e engajados.

Notícias Recentes

Veja Também

@2024 – Todos os direitos reservados. Projetado e desenvolvido por @lethiciamauridg

-
00:00
00:00
Update Required Flash plugin
-
00:00
00:00