Início » Sete meses de emprego em alta

Sete meses de emprego em alta

by Portalagora

Pablo Santos

A indústria da região apresenta resultados mais robustos na geração de emprego no acumulado do ano quando se compara com o mesmo período de 2015, de acordo com os dados apresentados pela Federação das Indústrias de Minas Gerais (Fiemg). Calçado com um volume forte de contratação, vestuário e metalurgia melhorando, além do moveleiro perdendo a intensidade de fechamento de vagas, contribuem para os postos de trabalho da indústria seguirem com desempenho crescente.

De janeiro a setembro, foram abertos nas indústrias do Centro-Oeste 3.479 empregos formais. Para se ter ideia do bom momento, no mesmo período do ano passado, este número foi apenas de 302 postos criados na indústria.

O calçado é o principal responsável pelo Centro-Oeste carregar os bons indicadores. Somente o segmento, abriu neste ano 5.722 oportunidades formais. No ano passado no mesmo período, 2.361 foram criadas na região, aponta Fiemg.

O setor do vestuário, depois de fechar 383 vagas formais de janeiro a setembro do ano passado, agora abriu 159 oportunidades neste mesmo período, de acordo com a pesquisa mensal.

— O faturamento do setor têxtil apresentou crescimento em agosto, comparativamente a julho, consequência do aumento nas vendas para atender à demanda de final de ano — ressaltou a nota da Fiemg.

A metalurgia ainda teve um resultado melhor. Foram geradas 258 oportunidades com carteira assinada no acumulado do ano. No mesmo período de 2015, foram finalizadas 894.

— De forma geral, o setor de metalurgia na região apresentou resultados superiores à média do setor no estado em agosto, relativamente a julho. O acréscimo no faturamento real foi motivado pelo aumento nas vendas nacionais e, especialmente, pelas exportações no segmento de siderurgia. As contratações para atender ao aumento de produção provocaram o acréscimo nas horas trabalhadas e no nível de utilização da capacidade instalada. A maior quantidade de horas extras e de dias úteis no mês também contribuiu para o crescimento na margem. As empresas de fundição foram as que mais influenciaram o resultado —destacou o estudo da Fiemg.

Itens
Os produtos de borracha e material plástico foi outro segmento da indústria com desempenho positivo. Foram abertas na região 60 vagas formais no acumulado do ano. Já no mesmo período de 2015, o setor tinha encerrado 144.

O setor moveleiro fechou no vermelho neste ano dispensando 297 oportunidades formais, no entanto, o fechamento desacelerou quando comparado com o mesmo período do ano passado: 297 vagas foram encerradas.

 

você pode gostar

DEIXE UM COMENTÁRIO

O Portal de Notícias Jornal Agora é a fonte de informações mais confiável e abrangente para a nossa comunidade. Com foco exclusivo em acontecimentos que afetam diretamente nossa região, oferecemos uma visão única e aprofundada dos eventos locais, mantendo os residentes informados e engajados.

Notícias Recentes

Veja Também

@2024 – Todos os direitos reservados. Projetado e desenvolvido por @lethiciamauridg

-
00:00
00:00
Update Required Flash plugin
-
00:00
00:00