Início » Marido de diretora encontrada morta é preso suspeito do crime

Marido de diretora encontrada morta é preso suspeito do crime

by Portalagora

Lorrayne Andrade 

O marido de Dênia Alves Silva Rodrigues, de 48 anos, encontrada morta nesta quarta-feira, 30, dentro da própria Saveiro, às margens da MG-050, em Itaúna, foi preso como principal suspeito do crime. A vítima era diretora da Escola Municipal João Luis de Souza, no Povoado de Barragem. Euler Andrade Rodrigues, 51 anos, foi ouvido na delegacia de Itaúna e encaminhado ao sistema prisional. Até o momento, 10 pessoas foram ouvidas pela Polícia Civil sobre o caso, entre testemunhas e os filhos do casal.

Investigações

Durante o depoimento, o suspeito entrou em contradição várias vezes, além de ter negado o crime. De acordo com o delegado Diego Lopes, responsável pelo caso, as investigações apontam que no dia do crime Euler, em companhia de um dos filhos, fez questão de passar por vários locais na cidade, com o objetivo de criar álibis.

Em um dos casos, ele foi com o filho a um clube e, ao chegar lá, disse ao adolescente que tinha esquecido o celular em casa e que voltaria para buscá-lo. Ele se ausentou por cerca de duas horas. As investigações apontam ainda a participação de uma segunda pessoa no homicídio que ainda não foi identificada. Imagens de câmeras de segurança de um prédio próximo à casa do casal, no bairro Belvedere, vão ajudar na apuração do caso. Ainda segundo o delegado, as investigações apontam que a mulher foi morta esganada ainda dentro de casa. Laudos preliminares apontam que ela morreu por asfixia. A suspeita é de que em seguida, Euler tentou simular um sequestro com morte, abandonando o veículo com a vítima na rodovia.

Tiro e queimaduras

Dênia apresentava ferimento provocado por disparo de arma de fogo na cabeça, na região da têmpora esquerda. O braço esquerdo e parte do cabelo da vítima estavam queimados. Foram encontrados no local um edredom e jornais exalando forte cheiro de gasolina. Na noite desta terça-feira, 29, a residência da vítima, aparentemente teria sido alvo de bandidos. O marido dela chegou a relatar à PM que ao chegar em casa deu falta do carro e de um cofre e que a esposa estava desaparecida desde 18h.

Inicialmente a Polícia Civil, acreditava que se tratava de uma possível extorsão mediante sequestro ou ainda furto/roubo seguido de cárcere privado.  Com o início das investigações foi prontamente afastada esta linha investigativa, devido as circunstâncias, provas materiais científicas e depoimentos, levando a crer que se trata de uma a ocorrência de homicídio qualificado e crime de fraude processual. O caso ainda está sendo investigado.

 

 

você pode gostar

DEIXE UM COMENTÁRIO

O Portal de Notícias Jornal Agora é a fonte de informações mais confiável e abrangente para a nossa comunidade. Com foco exclusivo em acontecimentos que afetam diretamente nossa região, oferecemos uma visão única e aprofundada dos eventos locais, mantendo os residentes informados e engajados.

Notícias Recentes

Veja Também

@2024 – Todos os direitos reservados. Projetado e desenvolvido por @lethiciamauridg

-
00:00
00:00
Update Required Flash plugin
-
00:00
00:00