Início » Jornalista Walter Gruen morre aos 75 anos

Jornalista Walter Gruen morre aos 75 anos

by Portalagora

O jornalista Walter Cardoso Gruen morreu neste domingo, dia 4, em Divinópolis. O sepultamento ocorreu às 16 horas, no Cemitério Parque da Colina. Gruen faleceu em decorrência de complicações da diabetes.

O jornalista era um dos mais conhecidos da cidade, com passagens por diversos veículos, incluindo o Jornal Agora. Atuou ainda em rádio e TV.

A diretora de jornalismo do Agora, Sonia Terra, esteve no velório e lamenta a perda.

– Walter foi colaborador e amigo. Era uma figura emblemática, que abordava com propriedade o que chamava de síndrome da incompetência generalizada e falência múltipla dos órgãos públicos – comenta.

 

Confira o depoimento do diretor responsável pelo Agora, Pedro Magalhães de Faria, a respeito de Gruen:

 

Conheci Walter na FADOM, ele vendendo livros de Direito, da forma mais desordenada possível, enquanto nós, estudantes, comprávamos tudo o que ele podia vender, à vista com desconto, e a prazo sem nada anotar. Levou muitos canos, pois o seu negócio era lucrativo e, como nunca foi organizado, ele nunca se lembrava dos valores devidos. “Paga aí o quanto você acha que é”, dizia sempre alegre e falante.

O tempo passou e Walter Gruen, além de vender livros, formou-se e acabou exercendo a profissão por aqui e em qualquer lugar que fosse possível. Depois de alguns problemas, resolveu que o seu negócio não era ser advogado e, sim, jornalista e “opinador”, por isso estava sempre em rádios, TV e nos diversos jornais em que teve oportunidade de mostrar a sua sapiência, quer no campo político ou no que ele mais gostava, o econômico.

Parece que o escriba, que nos deixou hoje, nunca teve a carteira assinada por qualquer órgão da imprensa, pois, além de nenhuma vaidade, não possuía o dom da pontualidade, o que sempre foi vital na informação.

Sábio, lia e estudava muito, falava com perfeição e escrevia muito bem. Além de colunista, foi dono de jornal impresso e on-line, e as portas das redações sempre estiveram abertas para ele.

Demorou, mas deixou de beber, seu principal problema com os patrões, mas não parou de fumar e a diabetes lhe foi fatal. Morreu aos 75 anos, mas deixou muitas saudades no meio jornalístico, pois sempre foi espirituoso e brincalhão, com um viés de autoritarismo. Adorava os militares e sempre achou que só com eles o Brasil encontraria o seu caminho. Morreu pensando assim.

você pode gostar

DEIXE UM COMENTÁRIO

O Portal de Notícias Jornal Agora é a fonte de informações mais confiável e abrangente para a nossa comunidade. Com foco exclusivo em acontecimentos que afetam diretamente nossa região, oferecemos uma visão única e aprofundada dos eventos locais, mantendo os residentes informados e engajados.

Notícias Recentes

Veja Também

@2024 – Todos os direitos reservados. Projetado e desenvolvido por @lethiciamauridg

-
00:00
00:00
Update Required Flash plugin
-
00:00
00:00