Início » Campanha contra Aedes pede atuação urgente

Campanha contra Aedes pede atuação urgente

by Portalagora

Da Redação

 

A Secretaria Estadual de Saúde de Minas Gerais (SES-MG) realizou ontem o lançamento da Campanha de Enfrentamento ao Aedes aegypti, amparada no conceito de mobilização social. O objetivo é envolver a comunidade para que ela seja protagonista na prevenção ao mosquito.

Na ocasião, foi apresentada a situação epidemiológica da dengue, chikungunya e zika e as complicações devido à circulação simultânea dos três vírus. Logo após o lançamento oficial da campanha, membros do Comitê Gestor Estadual de Políticas de Enfrentamento da Dengue, Chikungunya e Zika Vírus se reuniram para discutir ações integradas de enfrentamento ao vetor.

 

Dados preocupam

 

Para o subsecretário de Vigilância e Proteção à Saúde, Rodrigo Said, os últimos dados do Levantamento de Índice Rápido do Aedes aegypti (LIRAa), realizado em outubro e novembro deste ano, mostram que os principais criadouros estão dentro da casa das pessoas.

— Mais de 70% dos reservatórios predominantes nos municípios que realizaram o LIRAa são compostos por depósitos ao nível do solo, e depósitos fixos, como tanques, obras e borracharias, calhas e lajes. Frente a essa realidade, é fundamental chamar novamente a população para nos apoiar nas ações de combate ao vetor — reforça Said.

Envolver o cidadão como corresponsável pela promoção da saúde é o principal objetivo da nova campanha de mobilização da SES-MG. Para o subsecretário de Vigilância e Proteção à Saúde, Minas deve seguir a linha da campanha do Ministério da Saúde de não deixar o Aedes marcar a sua vida.

— Aliado a esse recado, novamente insistimos no cuidado de uma vez por semana as pessoas checarem os principais criadouros do vetor em seu domicílio, para podermos tentar minimizar os impactos de uma possível tríplice epidemia das doenças transmitidas pelo Aedes — afirma Said.

 

Atuação intersetorial

 

O Comitê Gestor Estadual de Políticas de Enfrentamento à Dengue, Chikungunya e Zika, lançado em dezembro do ano passado, já conta com a participação de diversos órgãos e entidades do governo de Minas Gerais.

A atuação intersetorial do grupo, em diferentes frentes e dentro da competência de cada instituição, faz parte da estratégia para enfrentamento ao Aedes aegypti de forma integralizada.

O secretário estadual de Saúde em exercício, Nalton Sebastião Moreira da Cruz, abriu as atividades de retomada do Comitê e reforçou que Minas Gerais está diante de um grande desafio, que é a possibilidade de ocorrência de uma tríplice epidemia de dengue, chikungunya e zika, todas transmitidas pelo mesmo vetor.

— Dessa forma, precisamos organizar nossos serviços para o enfrentamento dessa situação, com o objetivo de evitar a ocorrência de óbitos dessas doenças e do aumento de casos. Essa ação é considerada prioritária pela nossa gestão — sinaliza o secretário em exercício, que enfatizou a necessidade de ampliar as ações de mobilização.

 

Situação epidemiológica

  

Minas Gerais registrou, até o momento, 526.902 casos prováveis (casos confirmados + suspeitos) de dengue e 247 óbitos. Outros 41 óbitos suspeitos da doença permanecem em investigação. Já em relação à febre chikungunya, são 482 casos prováveis. Para a febre pelo zika vírus, foram registrados, até o momento, 15.135 casos prováveis em Minas Gerais.

Em Divinópolis, de acordo com o Setor de Endemias da prefeitura, até outubro, foram notificados 5.682 casos na cidade. Destes, 4.925 foram confirmados. O Aedes aegypti também transmite Zika e Chikungunya e, segundo o levantamento do Controle de Endemias, foram 75 casos notificados de zika, sendo que 42 destes foram confirmados por meio de exames. Dezesseis casos de Chikungunya foram constatados até o dia 24 de novembro. Um deles foi confirmado.

Em relação aos casos que envolvem febre pelo zika em recém-nascidos com microcefalia, mães de recém-nascidos com microcefalia e gestantes, foram confirmados 1.065 casos com doença aguda pelo zika vírus.

 

 

você pode gostar

DEIXE UM COMENTÁRIO

O Portal de Notícias Jornal Agora é a fonte de informações mais confiável e abrangente para a nossa comunidade. Com foco exclusivo em acontecimentos que afetam diretamente nossa região, oferecemos uma visão única e aprofundada dos eventos locais, mantendo os residentes informados e engajados.

Notícias Recentes

Veja Também

@2024 – Todos os direitos reservados. Projetado e desenvolvido por @lethiciamauridg

-
00:00
00:00
Update Required Flash plugin
-
00:00
00:00