Início » Última reunião ordinária da Câmara tem pouca atividade

Última reunião ordinária da Câmara tem pouca atividade

by Portalagora

 

As reuniões da Câmara Municipal, nas últimas semanas, especialmente depois das eleições, raramente, alcançam seu quórum completo. Nem a Tribuna Livre, ultimamente, tem atraído os cidadãos para fazer denúncias. Os mais assíduos e presentes na sala das sessões são os vereadores Marcos Vinícius (Pros), secretário, e Careca da Água Mineral (Pros), vice-presidente da Mesa Diretora; Adair Otaviano (PMDB), Rodrigo Kaboja (PSL), que preside as votações.

O vereador Edmilson Andrade (PT), sempre defendendo a causa da saúde popular, tornou-se o mais silencioso dos edis (depois das eleições), ao lado do vereador Edmar Máximo, que pouco usou os microfones do Plenário em seu mandato.

Há momentos em que a presidência tem de convocar os vereadores para que a reunião não seja suspensa por falta de quorum. Após as eleições, sair do plenário, tornou-se mais comum e mais criticado pela audiência da TV Câmara. Assim fizeram os alunos do Colégio Roberto Carneiro, quando foram apresentar resultado de suas pesquisas sobre a cidade e encontraram o plenário incompleto. Tribunos também já reclamaram dessa ausência.

 

Despedidas

 

Na última terça-feira, penúltima reunião ordinária transmitida pela TV, os vereadores aprovaram as leis orçamentárias para 2017, sem apresentar emendas adaptativas, corrigindo-se apenas as dotações destinadas ao Guarani.

Boa parte dos vereadores não eleitos aproveitaram a oportunidade para realçar os trabalhos executados durante o mandato e enviar uma mensagem de despedida aos seus eleitores, prometendo continuar atentos aos problemas da cidade ou das comunidades, mesmo não sendo vereador. Foi assim com Wilson Piriquito (SD), Hilton de Aguiar (PMDB), Careca da Água (Pros), Adilson Quadros (PSDB) e Anderson Saleme (PR).

 

Mesa Diretora

 

Entre os assuntos mais comentados da terça referiam-se à liberação dos votos de Galileu Machado, depois da reconsideração do ministro do TSE, autorizando a proclamação e a diplomação do novo prefeito de Divinópolis.

A diplomação do candidato da coligação “Experiência e Trabalho por Divinópolis” mudou o cenário que começava a se solidificar, com vistas para a eleição da Mesa Diretora. Alguns veteranos almejavam a presidência, estimulados pela possibilidade de ocupar interinamente a cadeira do Executivo e dar um verniz no currículo. Houve até negociações nesse sentido.

Com essa mudança, a Mesa da Câmara passou a ser do tradicional interesse político do prefeito eleito, que deve atuar nos bastidores para emplacar um dos vereadores do partido, já que o órgão diretor deve ser composto proporcionalmente com representantes de outros partidos. Estas articulações pegam velocidade, nos três últimos dias, mas, a partir da diplomação, os nomes começam a surgir e até duas horas antes da posse, as chapas podem mudar.

Hoje, ocorre a última reunião ordinária da última sessão legislativa desta legislatura, transmitida pela TV Candidés e TV Câmara via internet. As despedidas devem prosseguir hoje, incluindo notícias das comissões pendentes. (FF)

 

você pode gostar

DEIXE UM COMENTÁRIO

O Portal de Notícias Jornal Agora é a fonte de informações mais confiável e abrangente para a nossa comunidade. Com foco exclusivo em acontecimentos que afetam diretamente nossa região, oferecemos uma visão única e aprofundada dos eventos locais, mantendo os residentes informados e engajados.

Notícias Recentes

Veja Também

@2024 – Todos os direitos reservados. Projetado e desenvolvido por @lethiciamauridg

-
00:00
00:00
Update Required Flash plugin
-
00:00
00:00