Início » Mesmo à beira de greve, PM garante segurança

Mesmo à beira de greve, PM garante segurança

by Portalagora

Rafael Camargos

Um dia após manifestações em Belo Horizonte, os militares, civis e bombeiros de Divinópolis realizaram na terça-feira, 20, uma mobilização contra a Proposta de Lei e Outras Proposições (PLP) 257/16, em frente ao 23º Batalhão, no bairro Afonso Pena. A movimentação foi pacífica e contou com a participação de policiais militares de folga, férias e da reserva. Ao todo, mais de 150 estiveram no local. Eles são contra a aprovação da emenda constitucional que visa à renegociação das dívidas dos estados.

Segundo a Polícia Militar (PM), não existe autorização para policiais militares de serviço participar da manifestação, o que garante todos os serviços à comunidade. A assessoria informou que, apesar disso, o comando apoia o protesto e o considera legítimo.

Belo Horizonte
Os servidores voltaram a protestar na capital, ontem. O ato teve início às 10h, conforme divulgado pela Associação dos Praças Policiais e Bombeiros Militares de Minas Gerais (Aspra).  O Agora tentou contato com a assessoria de impressa da Aspra, mas as ligações não foram atendidas. A recepção informou que o setor poderia estar na manifestação.

Na segunda-feira, 19, foi realizada uma reunião para discutir as propostas impostas pelo governo. A reunião acabou no final da tarde.  Nela, policiais e bombeiros pediram a retirada de dois tópicos da proposta: o aumento da contribuição previdenciária dos servidores de 11% para 14%; e o congelamento de benefícios, como promoções, por dois anos. Eles reivindicaram que o governador Fernando Pimentel (PT) lidere um movimento de governadores para reivindicar ao governo federal que proposta de lei seja reprovada na Câmara dos Deputados.

Após a reunião, o secretário de governo, Odair Cunha, explicou que o governador concorda com as solicitações dos militares, informou que ele não vai liderar um movimento com colegas de outros estados, mas garantiu que, se o projeto for aprovado na Câmara, ele não irá aderir. Segundo Cunha, essa proposta do governo federal causa piora, ao invés de livrar os estados da crise.

Aspra
Durante as manifestações que ocorreram em BH, o presidente da Aspra, sargento Bahia, afirmou que todos os militares estão “Todos juntos contra a PLP 257/16”.

— Eu não tenho dúvidas de que, se vier essa sacanagem, a polícia vai parar. Esse é o recado que nos estamos dando neste momento para o presidente Temer, e para o governador — relatou, durante discurso.

Sem greve
O comandante-geral da Polícia Militar de Minas Gerais garantiu que não há nenhuma possibilidade de greve.

— Espero que todos continuem prestando seus trabalhos à sociedade, que merece o melhor de cada um de nós. E ela não pode ficar à mercê de criminosos, porque é ela que estará nos legitimando no nosso trabalho e nossas garantias — disse o comandante.

Ele ainda completou dizendo que a ideia foi levantada depois que os servidores fizeram uma manifestação em frente à Assembleia Legislativa, contra a PLP 257 que está sendo discutida no Congresso.  Para o coronel Marco Antônio Badaró Bianchini, “a questão da PLP já está resolvida”.

Votação em Brasília
O texto que será votado em Brasília não trará prejuízo aos militares, segundo o comandante. Ele disse que não houve e nem haverá paralisação das atividades e nem greve dos policiais.

Mesmo com a afirmação do comandante, um grande número de policiais foi às ruas, na manhã de ontem.

Rejeição
O Plenário da Câmara rejeitou, por 255 a 14, o pedido do Partido dos Trabalhadores (PT) de retirar de pauta a proposta de renegociação da dívida dos estados (PLP 257).
O texto sofre resistências depois que o Senado incluiu na proposta uma moratória de três anos para estados em calamidade financeira em troca de medidas de ajuste fiscal como programa de privatização, aumento de contribuição previdenciária e outros pontos.

Deputados tentam acordo para manter o regime de renegociação sem as contrapartidas, que seriam determinadas por lei das assembleias legislativas, e não pelo Congresso.

 

 

 

você pode gostar

DEIXE UM COMENTÁRIO

O Portal de Notícias Jornal Agora é a fonte de informações mais confiável e abrangente para a nossa comunidade. Com foco exclusivo em acontecimentos que afetam diretamente nossa região, oferecemos uma visão única e aprofundada dos eventos locais, mantendo os residentes informados e engajados.

Notícias Recentes

Veja Também

@2024 – Todos os direitos reservados. Projetado e desenvolvido por @lethiciamauridg

-
00:00
00:00
Update Required Flash plugin
-
00:00
00:00