Início » Divinópolis fica em 8º na sobrevivência empresas

Divinópolis fica em 8º na sobrevivência empresas

by Portalagora

 

Pablo Santos

 

Divinópolis foi classificada, em Minas Gerais, com uma das cidades com a maior taxa de sobrevivência de micro e pequenas empresas do país. A “Cidade do Divino” conquistou a 8ª posição no estado entre os municípios com bons resultados nos negócios, de acordo com um estudo do Sebrae. A maioria dos empresários divinopolitanos planejou, respeitou a capacidade financeira, ficou de olho na concorrência, teve controle do estoque e inovou para se manter no mercado.

O levantamento apontou Minas Gerais com 77,4% de sobrevivência e está entre os estados com maior taxa. Já a média nacional ficou em 76,6%. Ouro Preto é a primeira do ranking no Brasil e outras 35 cidades mineiras ficaram acima da média nacional: Vespasiano, Santa Luzia, Sete Lagoas, Conselheiro Lafaiete, Betim, Ponte Nova, Divinópolis, Viçosa, Sabará, Ibirité, Contagem, Nova Serrana, Pouso Alegre, Itajubá, Timóteo, Lagoa Santa, Unaí, Barbacena, Araxá, Paracatu, Ipatinga, São João del-Rei, Cataguases, Formiga, Juiz de Fora, Governador Valadares, Ubá, João Monlevade, Teófilo Otoni, Coronel Fabriciano, Ituiutaba, Alfenas, Lavras, Varginha e Ribeirão das Neves.

 

Taxa

 

Das empresas constituídas em 2008, 59,5% sobreviveram nos dois primeiros anos. Daquelas que iniciaram a atividade em 2009 e 2010, 60,1% e 77,2%, respectivamente, estavam em atividade nos dois anos seguintes. A partir daí, houve uma estagnação do aumento da taxa de sobrevivência das empresas de 77,3%, em 2011, e de 77,4%, em 2012.

— O aumento das formalizações do Microempreendedor Individual (MEI) chegou a 65% no universo de pequenos negócios brasileiros em 2012 e contribuiu fortemente para as taxas crescentes de sobrevivência nos primeiros anos. Isso porque possui uma taxa de sobrevivência (87%) superior à de microempresas (55%) — explica a analista da Unidade de Inteligência Empresarial do Sebrae Minas, Venússia Santos.

Em Divinópolis, são 11,5 mil empreendedores inscritos no MEI, de acordo com o Portal do Empreendedor. No final de 2015, existiam 9,1 mil negócios formalizados na cidade.

 

Minas

 

De acordo com o levantamento, Minas Gerais registrou 77,4% de sobrevivência e está entre os estados que apresentaram taxa maiores que a média nacional (76,6%).

— A cada 100 empresas mineiras que abriram em 2012, aproximadamente 23 fecharam as portas até o final de 2014 — explica Venússia Santos.

Os fatores que contribuem para o negócio sobreviver são diversos. O planejamento, a capacidade financeira e a estratégias de marketing são os principais fatores. Não misturar as finanças da empresa com as pessoais, ficar de olho na concorrência e ter um controle de estoque também contribui para a sobrevivência do setor.

 

 

você pode gostar

DEIXE UM COMENTÁRIO

O Portal de Notícias Jornal Agora é a fonte de informações mais confiável e abrangente para a nossa comunidade. Com foco exclusivo em acontecimentos que afetam diretamente nossa região, oferecemos uma visão única e aprofundada dos eventos locais, mantendo os residentes informados e engajados.

Notícias Recentes

Veja Também

@2024 – Todos os direitos reservados. Projetado e desenvolvido por @lethiciamauridg

-
00:00
00:00
Update Required Flash plugin
-
00:00
00:00