Início » Importação com forte queda eleva superávit da balança

Importação com forte queda eleva superávit da balança

by Portalagora

 

Pablo Santos

O saldo da balança comercial do Centro-Oeste cresceu quase 70% em 2016. A combinação da forte queda das importações ano e as exportações alta promoveram o superávit. A conclusão é do Painel da Indústria Mineira da Federação das Indústrias de Minas Gerais (Fiemg) apontando ainda Divinópolis como maior responsável pelo saldo positivo.

Conforme os números da Fiemg, de janeiro a setembro deste ano, o saldo da balança comercial chegou a US$ 215 milhões, que é o resultado das exportações menos as importações. No mesmo período do ano passado, o superávit foi menor: US$ 189 milhões, ou seja, o acréscimo foi de 69,6%, de acordo com os dados da Fiemg.

As exportações das empresas da região contribuíram com o superávit da balança comercial. Segundo os dados da Fiemg, os negócios com o mercado externo concretizados pelas empresas regionais chegaram a R$ 314 milhões de janeiro a setembro. No mesmo período de 2015, as vendas para o exterior assinalaram US$ 293 milhões. Quando se compara os dois períodos, a alta é de 7,1%.

O principal responsável pelo saldo da balança comercial aumentar é a queda das importações no Centro-Oeste. De acordo com a Fiemg, o declínio foi de 40,03% no acumulado do ano. Foram importados neste ano US$ 99,7 milhões de itens. Nos primeiros nove meses do ano passado, o volume de importados foi bem maior: 167%, de acordo com a Fiemg.

Divinópolis é o principal país exportador da região. No ano passado, por exemplo, dos US$ 383,149 milhões enviados para o exterior, 19,6% deste valor saíram das empresas divinopolitanas com maioria predominante da metalurgia.

Com 14,9%, Conceição do Pará foi o segundo maior exportador da região, com o ouro; e Itaúna, 14,5%, o terceiro.

 Brasil

No Brasil, as exportações brasileiras superaram as importações nos dez primeiros meses deste ano, resultando em um superávit da balança comercial de US$ 38,52 bilhões.

O resultado positivo da balança no acumulado deste ano é maior que o superávit de todo o ano passado (US$ 19,69 bilhões). De janeiro a outubro de 2015, as exportações superaram as importações em US$ 12,24 bilhões.

Somente em outubro, o saldo positivo da balança comercial foi de US$ 2,34 bilhões. Esse valor é o resultado de exportações de US$ 13,72 bilhões, menos importações de US$ 11,37 bilhões. Foi o maior superávit para meses de outubro desde 2011, ou seja, em cinco anos.

 

você pode gostar

DEIXE UM COMENTÁRIO

O Portal de Notícias Jornal Agora é a fonte de informações mais confiável e abrangente para a nossa comunidade. Com foco exclusivo em acontecimentos que afetam diretamente nossa região, oferecemos uma visão única e aprofundada dos eventos locais, mantendo os residentes informados e engajados.

Notícias Recentes

Veja Também

@2024 – Todos os direitos reservados. Projetado e desenvolvido por @lethiciamauridg

-
00:00
00:00
Update Required Flash plugin
-
00:00
00:00