Início » São João de Deus confirma destinação para o SUS de recursos de dívida do governo 

São João de Deus confirma destinação para o SUS de recursos de dívida do governo 

Montante quitado é em torno de 3 milhões; valor corresponde à assistência prestada pelo hospital entre 2016 e 2019

by JORNAL AGORA

Da Redação

Após longos episódios, com tentativas de acordos e previsões passadas, a dívida milionária do Governo de Minas com 79 instituições de saúde do estado começou a ser paga no dia 1º de julho. O montante total seria quitado até o final do mês, no valor de R$ 160 milhões, que seriam divididos entre esses hospitais. 

Como o Agora já havia noticiado, o Complexo de Saúde São João de Deus (CSSJD) foi um dos contemplados com esta quitação. A assessoria do hospital passou detalhes dos valores recebidos e do investimento que será feito com a quantia. 

Valor

O montante quitado é em torno de 3 milhões para o CSSJD, que já está com ordem bancária aguardando o depósito. Este valor corresponde à assistência de valores já prestada pelo hospital, entre 2016 e 2019.

— O que aconteceu foi que os pagamentos não foram feitos em tempo hábil, o que gerou uma dívida do Estado com os hospitais. No governo atual, criou-se um programa de pagamento progressivo dessas dívidas em 96 meses. São João chegou a ter cerca de 30 milhões em atraso — informou a assessoria do CSSJD. 

A assistência foi realizada a partir de dois programas. O primeiro deles é o de Fortalecimento e Melhoria da Qualidade dos Hospitais (Pro-Hosp) do Sistema Único de Saúde (SUS), que foi uma iniciativa do Governo de Minas para melhorar a qualidade e a eficiência dos hospitais públicos e filantrópicos no estado. 

O Pro-Hosp tinha como objetivo ampliar o acesso e melhorar a qualidade dos serviços hospitalares oferecidos à população, de forma a promover a sustentabilidade e a eficiência da rede hospitalar do SUS em Minas Gerais.

O segundo programa envolvido no valor é a Rede Resposta de Urgência e Emergência (RUE). Ele foi implementado através da Coordenadoria Estadual de Defesa Civil (Cedec-MG), para fortalecer a capacidade de resposta a desastres e emergências. O programa visava integrar e coordenar os ‘esforços de diversas instituições e órgãos envolvidos na gestão de desastres, garantindo uma atuação rápida e eficiente em situações críticas.

Novo Programa

Estes dois programas da dívida – Pro-Hosp e RUE – não existem mais. Eles foram extintos e unificados no Programa “Valora Minas”. 

Os 79 hospitais contemplados com o repasse são responsáveis por mais de 70% do atendimento do SUS em Minas Gerais. Além deste pagamento no valor de R$ 160 milhões, o Estado ampliou o repasse feito a essas instituições. 

Anteriormente, os valores repassados pelo programa vigente eram de R$ 700 milhões e agora, passou para cerca de R$ 2 bilhões com o “Valora Minas”, além dos pagamentos mantidos em dia.

Investimento 

O CSSJD informou que estes valores devem ser investidos em diversos projetos, relacionados, principalmente, à ampliação do serviços do SUS na unidade.

Além disso, 2024 a 2026 prometem ser anos de reformas importantes na unidade. Segundo informado, cerca de 19 obras devem ser feitas, além de grandes ampliações no Sistema Único de Saúde.

Tempo de espera

A expectativa inicial era de que o pagamento tivesse sido realizado em tempo hábil, de 30 a 60 dias após a prestação de serviço. 

A demora pelo pagamento fez com que o São João passasse por alguns problemas financeiros, desde os anos de origem da dívida. Porém, hoje em dia o Complexo se encontra com o caixa equacionado, o que torna possível a realização de novos investimentos.

— Esses recursos fizeram muita falta, mas conseguimos nos manter. Agora vem em ótimo momento para novos investimentos — explicou a assessoria. 

Relembre 

O valor que o Governo devia aos municípios era de R$ 6,7 bilhões. Este montante vem da regularização dos repasses financeiros em matéria de saúde, devidos pela Administração Pública Estadual entre os anos de 2012 e 2020. 

Do total, foram retirados R$ 463 milhões referentes aos débitos do Pro-Hosp, ao Encontro de Contas e Câmara de Compensação e aos saldos referentes aos débitos de entidades.

Com o repasse dos valores, que está sendo feito agora, R$ 431 milhões já foram pagos. Ainda restam R$ 32 milhões, da dívida total com entidades e consórcios gestores, que serão pagos nos próximos meses. 

O compromisso do Governo de Minas é de pagar, em até dois anos, a dívida prevista para ser quitada até outubro de 2030.

você pode gostar

DEIXE UM COMENTÁRIO

O Portal de Notícias Jornal Agora é a fonte de informações mais confiável e abrangente para a nossa comunidade. Com foco exclusivo em acontecimentos que afetam diretamente nossa região, oferecemos uma visão única e aprofundada dos eventos locais, mantendo os residentes informados e engajados.

Notícias Recentes

Veja Também

@2024 – Todos os direitos reservados. Projetado e desenvolvido por @lethiciamauridg

7 edição - agora gastronomia
Abrir bate-papo
Fale com nosso time comercial
Olá!
Podemos ajudá-lo?
-
00:00
00:00
Update Required Flash plugin
-
00:00
00:00